Carteira de Trabalho Digital: como fazer a sua

Venha conhecer a Carteira de Trabalho e Previdência Social Digital, que além de substituir a versão física da CTPS, também oferece consulta ao abono salarial e ao seguro-desemprego.

O que é a Carteira de Trabalho Digital?

Com o passar dos anos, e o avanço da tecnologia, mais e mais documentos estão sendo atualizados para versões digitalizadas. Além do Título de Eleitor, da Carteira Nacional de Habilitação e do RG, agora você também terá acesso a versão digitalizada da CTPS.

Carteira de Trabalho Digital

Esta grande inovação, que tem como objetivo tornar a vida dos brasileiros muito mais prática, foi muito bem aceita pela população. Afinal, dessa forma, evita-se ter de carregar inúmeros documentos consigo – o que pode, inclusive, ser bastante perigoso, tanto pelo risco de perda quanto pelo de assalto.

A ideia da Carteira de Trabalho Digital é justamente reunir em um único aplicativo todas as experiências profissionais de um trabalhador, fazendo com que, dessa forma, ele tenha todos os seus documentos em seu celular.

Na verdade, o aplicativo existe já faz alguns anos, desde 2017. No entanto, foi somente a partir de setembro de 2019 que o documento físico (a Carteira de Trabalho e Previdência Social) passou a ser substituído pela sua versão digitalizada. Atualmente, apesar de alguns trabalhadores ainda utilizarem a versão tradicional do documento, seu uso durante a contratação não mais é necessário – para o trabalhador, informar o CPF durante a contratação já basta; para o contratante, as informações antes anotadas no documento físico, passam a ser contidas no eSocial.

Para que serve a Carteira de Trabalho Digital?

Para que serve a Carteira de Trabalho Digital

Atualmente, o aplicativo é o mais baixado no portal Gov.br, contando com mais de 50 milhões de downloads. Algumas de suas funções são:

  • Consulta de informações sobre contratos de trabalhos: onde você pode ter acesso aos seus documentos de empregos antigos e atuais;
  • Solicitação de seguro-desemprego: você pode fazer a solicitação do seu seguro-desemprego, bem como acompanhar a quantidade e o valor das parcelas a serem recebidas;
  • Acompanhamento de benefícios: Aqui você pode acompanhar o andamento de benefícios como o Abono Salarial e o BEM (Benefício Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda);

Além destas funções, você também aproveita toda a agilidade que o aplicativo traz para as solicitações de documentos e de acesso às informações como: Qualificação Civil e Contratos de Trabalho. Isso tudo acontece graças à integração de vários bancos de dados do Governo Federal.

Veja mais alguns benefícios que o aplicativo da Carteira de Trabalho digital trouxe para os trabalhadores brasileiros:

  • Redução do tempo médio de atendimento e aumento do aproveitamento de vagas disponíveis;
  • Possibilita que o trabalhador fiscalize seus vínculos trabalhistas;
  • Confere maior agilidade na hora de acessar informações trabalhistas;
  • Integração das bases de dados do Ministério da Economia.

Agora que você já sabe o que é a Carteira de Trabalho Digital, bem como todos os benefícios que traz, chegou a hora de fazer a sua

Como fazer a sua Carteira de Trabalho Digital?

Como fazer a sua Carteira de Trabalho Digital

Para utilizar a sua Carteira de Trabalho Digital, você antes, deve ter uma conta no acesso.gov.br. Portanto, venha conferir o passo a passo que elaboramos para te ajudar na hora de realizar o seu cadastro!

  • Em primeiro lugar, você deve informar os seus dados pessoais, como: CPF, nome, data de nascimento, nome da mãe e o seu estado de nascimento;
  • Em seguida, você será direcionado para um questionário contendo 5 perguntas a respeito da sua jornada de trabalho;
  • Tendo respondido todas as perguntas, você receberá uma senha temporária. É importante mencionar que esta senha deve ser alterada logo no seu primeiro acesso.

Após o seu cadastro, a sua Carteira de Trabalho Digital já estará disponível para ser baixada em seu smartphone. Lembrando que a versão digital da CTPS pode ser baixada tanto em dispositivos iOS, através da Apple Store, quanto em dispositivos Android, na Play Store.

Caso você nunca tenha realizado o pedido da sua Carteira de Trabalho e Previdência Social, não precisa se preocupar. Segundo a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, todo e qualquer cidadão brasileiro que tenha um CPF já tem, automaticamente, uma Carteira de Trabalho digital.

Vale lembrar que, no caso dos usuários que ainda não possuem nenhum registro na sua Carteira de Trabalho, o aplicativo mostrará apenas seus dados pessoais de qualificação civil.

Como ver o número da Carteira de Trabalho Digital?

A versão digital da Carteira de Trabalho e Previdência Social, ao contrário da tradicional impressa, utiliza, como número chave, o número do seu CPF. Na hora da contratação, caso a empresa tenha realizado o cadastro no eSocial, o número do seu documento bastará. Lembrando que, caso a empresa não tenha aderido ao eSocial, necessitará do documento físico.

A Carteira de Trabalho Digital substitui a impressa

Ao fazer seu login no aplicativo da Carteira de Trabalho e Previdência Social Digital, na parte superior, você encontrará a mensagem “Olá, [nome do trabalhador]”. Abaixo desta mensagem de boas-vindas, você encontrará o número do seu CPF.

É importante mencionar que, até mesmo os trabalhadores que já possuem o documento físico da Carteira de Trabalho, ao acessarem a versão digital, passarão a utilizar o CPF ao invés do número inscrito no documento físico, inclusive quando estiverem sendo contratados.

A Carteira de Trabalho Digital substitui a impressa?

O objetivo da Carteira de Trabalho e Previdência Social Digital é justamente substituir a versão impressa da Carteira de Trabalho. Desde 2019, a CTPS digital passou a ficar, oficialmente, no lugar do documento impresso. No entanto, isso não quer dizer que a versão passada seja totalmente inútil ou que possa ser descartada.

Caso você já possua uma Carteira de Trabalho impressa, vale a pena guardar seu documento, pois ainda assim ele continua servindo como uma forma de comprovar seus trabalhos anteriores, bem como o seu tempo de serviço.

Inclusive, o documento antigo ainda pode ser utilizado, principalmente em casos em que o empregador não faz uso do eSocial – portal do governo voltado para o registro eletrônico dos contratos de trabalhos (tanto os novos quanto os já existentes) e as anotações (férias, salários, entre outros).

Por fim, vale ressaltar que, apesar de ser um documento que contém o seu CPF, a Carteira de Trabalho Digital não funciona como um documento de identificação, apenas como forma de acompanhamento do contrato de trabalho.